Buscar
  • fluffypetgeral

Florais de Bach

Já temos falado um pouco sobre os Florais de Bach, mas hoje vamos tentar apresentar-vos um resumo com o mais importante deste tema, para que possam conhecer um pouco melhor esta terapia floral que foi criada pelo Dr. Edward Bach, um médico com ideias avançadas para o seu tempo [note-se que ele viveu entre os anos 1886 e 1936].



História

Por entre os seus estudos que levaram à troca da medicina convencional para uma medicina mais natural, Dr. Bach decobriu que a personalidade e as atitudes das pessoas afetam a sua saúde e, assim, também concluiu que o mesmo tratamento em pessoas diferentes, não curava a doença. Posto isto, passou a forcar-se mais no doente, como personalidade e indivíduo, tentanto atuar sobre as causas da doença e não nos sintomas.


A dada altura dos seus estudos e pesquisas, visitou o País de Gales e trouxe com ele duas plantas, Mimulus e Impatiens (aquelas que foram as primeiras plantas a entrar no seu sistema).

Preparou-as como o fazia com as vacinas orais e receitou-as de acordo com a personalidade do doente, com resultados imediatos e coroados de êxito. Nesse mesmo ano, acrescentou a Clematis. Com estes três florais, ele estava no limiar de desenvolver um sistema de medicina inteiramente novo.


Com o passar do tempo, mais plantas foram sendo adicionadas e a técnica foi sendo desenvolvida. Por fim, surgem todos os 38 florais (mais o Rescue), cobrindo todos os aspetos da natureza humana, bem como todos os estados de espíritos negativos associados às doenças.


Edward Bach morre, tranquilamente, durante o seu sono, em Novembro que 1936, deixando um legado de florais.





Como tomar?

Agora que sabemos como surgiu esta terapia floral, é importante dizer que a mesma não tem contra indicações e que, os 38 florais, se dividem em 7 grandes grupos. São eles:

  1. Medo;

  2. Insegurança;

  3. Perda de interesse;

  4. Solidão;

  5. Sensibilidade aumentada;

  6. Desesperança e desespero;

  7. Preocupação.


Tanto pessoas (adultos, jovens, crianças), como animais e, até mesmo plantas, podem benefeciar do uso dos florais.


Dependendo do caso, podemos recorrer apenas a um único floral ou fazer um frasco de tratamento (ou seja, uma mistura de vários florais, mas não mais do que 6 ou 7). O próprio Rescue Remedy, que pode ser usado em casos de emergência, pois ajuda a restaurar a calma interior, é um floral composto, pois a sua base é composta por vários florais.


Por norma, para tratamentos curtos, podemos tomar as gotas num copo de água e beber. Para tratamentos mais longos, pode ser usada uma diluição feita num conta gotas, sendo que a dose poderá variar consoante a necessidade.

Podemos, ainda, colocar o floral na língua.


No caso dos animais, algumas formas de oferecer os florais são colocando na água, na comida húmida, dando com uma colher ou seginga, massajando ou, até mesmo, na forma de spray - tudo varia consoante o animal que temos perante nós.


Uma vez que os florais atuam na parte emocional, poderão ser necessárias algumas tomas para se notar alguma diferença, mas no caso dos animais (e como estes não têm tantos bloqueios e ideias preconcebidas como nós), a atuação é mais rápida e os efeitos tendem a surgir com alguma rapidez.





Nos Treinos

Temos recorrido a esta terapia com alguma frequência nos nossos treinos, mais em específico em casos de modificação comportamental, quando os animais têm medo, passam por um trauma, mudam de casa, passam por alterações de rotinas, são medrosos e ansiosos... enfim, existe todo um rol de situações em que podemos usar esta terapia.

Os resultados têm sido positivos e, em conjunto com a passagem de informação adequada aos tutores, os resultados surgem e fazem-se notar.




Resumindo...

Terminamos recordando que estes florais constituem uma terapia energética que assenta num conceito holístico da saúde, onde cada essência floral transmite a força harmonizadora para um determinado estado emocional negativo, restabelecendo o equilíbrio vibracional.

Sem qualquer tipo de efeitos secundários, pode ser usado por pessoas de todas as idades, animais e plantas.




Fontes e imagens:

https://www.institutobach.com.br/site/conteudo/pagina/1,101+Historia.html

https://www.tuasaude.com/florais-de-bach/

https://www.celeiro.pt/cuide-de-si/temas-de-saude/florais-de-bach



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rotinas