Buscar
  • fluffypetgeral

Fogos de artifício e animais

Muito se fala, todos os anos, por esta altura, das questões relacionadas com os fogos de artifício e os animais. Mas a verdade é que os fogos de artifício continuam e, todos os anos, imensos animais ficam desesperados com os mesmos. Já repararam que, anualmente, surgem vários apelos de animais que fugiram ou se perderam nesta altura? Coincidência? Não nos aprece!


curiosamente, não são apenas os cães e os gatos que podem passar mal com os fogos de artifício. Também pessoas (em especial pessoas com SPT e crianças),e outros animais podem sentir esse pânico, medo e descoforto nesta altura do ano,


Mais uma vez, e apensar de tudo o que encontramos na internet e, até mesmo, nas redes sociais, vamos deixar algumas dicas de como ajudar o seu patudo nestes dias de maior desespero:


- não deixe o seu patudo sozinho, sabendo que ele passa mal nesta altura

- poderá levar o seu fiel amigo a dar um passeio durante o dia para gastar alguma energia (mas sempre de trela e identificado; nunca se sabe se não poderá haver um ou outro foguete)

- abafe o som com toalhas ou mantas nas janelas

- feche portas e janelas

- mantenha o seu patudo na divisão com mais isolada (onde menos se ouça o barulho)

- pode colocar música calma e relaxante ou ligar a TV para ajudar

- ofereça comida 3 a 4h antes do evento

- fique com ele e mantenha-o calmo e mantenha-se, você, calmo e tranquilo

- não saia com ele na hora do fogo de artifício

- poderá usar feromonas que ajudam a acalmar e relaxar durante e após o evento


A ideia é criar um local seguro, onde o seu patudo se sinta protegido e mais confortável. Idealmente, havendo tempo (e se sabemos que todos os anos o cenário se repete, há tempo e margem de manobra), podemos trabalhar com o nosso patudo no sentido de o habituar (ou pelo menos para minimizar) aos sons dos fogos de artifício. Para isso, o ideal será consultar um treinador que o possa ajudar.


Terminamos este artigo lembrando que há animais que podem entrar em stress forte, apresentar falta de ar, desmaiar, ter ataques de pânico, perder o sentido de orientação e entrar em estados de ansiedade forte.

Em animais epiléticos, o barulho agrava situações de convulsões, mesmo com medicação controlada. Em pets cardiopatas, a arritmia cardíaca tem maior predominância.

Mesmo depois dos fogos de artifício cessarem, o animal pode demorar algum tempo para se recompor e ver-se livre de todo o stres, pelo que, durante e após este evento é necessário paciência e compreensão!

Fogos de artifício não são brincadeira e não devem ser levados de ânimo leve.





Fontes e mais informações:

https://www.purina.pt/caes/comportamento-e-treino/compreender-comportamento-dos-caes/caes-e-fogo-de-artificio

https://www.jn.pt/nacional/stress-panico-e-convulsoes-como-ajudar-os-animais-a-suportar-o-fogo-de-artificio-11663177.html

https://www.vetsobrerodas.pt/blog/fogos-de-artificio-e-animais-de-estimacao

https://www.apipapiaui.org/post/o-impacto-dos-fogos-de-artif%C3%ADcio-em-animais-dom%C3%A9sticos


Imagem:

https://www.vetsobrerodas.pt/blog/fogos-de-artificio-e-animais-de-estimacao



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo