Buscar
  • fluffypetgeral

Hipertermina e Golpes de Calor!

Verão e calor, muitas vezes é associado a momentos de diversão com os nossos patudos, a passeios e brincadeiras, idas à praia ou ao rio.... mas nem tudo são rosas, já diz o ditado!

Verão significa, ainda, a possibilidade de nos depararmos com algumas situações complicadas em termos de saúde e, hoje queremos trazer-vos estas questões à atenção!


Vamos lá?


Se formos ao dicionário (1), hipertermia é classificada como sendo o aumento da temperatura natural do corpo e, se formos ao aspeto específico dos cães, (2) a hipertermia canina é caracterizada pelo aumento da taxa metabólica, com aceleração no ritmo respiratório, a fim de regular a temperatura corporal basal. A língua para fora e a respiração ofegante, portanto, estão entre os primeiros sintomas de que o pet está com calor.


Os sinais de hipertermia são graduais e progressivos, o que significa que vão escalando e aumentando de intensidade e, por isso, com um olhar atento podemos parar esta situação de uma forma, relativamente fácil.


Mas vamos ver alguns dos sintomas da hipertermia:

  • Respiração ofegante;

  • Salivação excessiva;

  • Apatia/prostração;

  • Andar cambaleante;

  • Confusão mental;

  • Vômitos e diarreias,

  • Taquicardia.

Na dúvida, mais vale prevenir do que remediar, caso vejamos o nosso patudo com algum destes sintomas deveremos levá-lo para um local fresco e com sombra onde ele possa refrescar e relaxar. Deveremos oferecer água (cuidado para não ser gelado) e recorrer a panos húmidos nas zonas mais sensíveis como bariga, virilhas e axilas.


Para ajudar a manter o seu fiel amigo mais frescos, deixamos o link de um artigo onde dados algumas dicas e sugestões:

https://www.fluffypet.pt/post/receitas-frescas-para-os-dias-quentes





Além dos sintomas já citados, podemos destacar, ainda, o aumento da frequência cardíaca, uma inquietação maior como que na procura de locais sombrios, gengivas e língua avermelhadas, vómitos e/ou diarreia e, em estados mais avançados é comum observar-se quadros de convulsões, fraqueza/ colapso, pouca reação a estímulos e confusão. (3).



Embora seja necessário cuidado com todos os animais, existem raças que podem estar mais predispostas a estas situações, tais como as raças braquicéfalas (focinho chatado como pugs e bulldogs, ou até mesmo gatos persa). Além destes, animais com excesso de peso, jovens ou geriátricos e animais com probelmas cardiacos/ respiratórios também são mais proponsos a problemas com o calor.





Golpe de Calor é uma EMERGÊNCIA, por isso, não descure e leve o seu patudo ao veterinário se suspeita e um gole de calor!


Aposte na prevenção e evite situações que podem conduzir a este estado. O seu patudo agradece, afinal, o melhor tratamento é a PREVENÇÃO!



Fluffy Pet - treino canino, reiki em animais e pet sitting

960 160 170

www.fluffypet.pt

fluffypet.geral@gmail.com

Facebook | Instagram | YouTube


Fontes:

(1) https://dicionario.priberam.org/hipertermia

(2) https://www.petz.com.br/blog/bem-estar/cachorro-sente-calor/

(3) https://www.vetsobrerodas.pt/blog/golpe-de-calor-em-animais-de-estimacao



Imagens:

https://www.petz.com.br/blog/bem-estar/cachorro-sente-calor/




16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo