Buscar
  • fluffypetgeral

Pisar a pata ao cão

Alguma vez pisaram alguém sem querer?

O que fizeram? Quase de certeza que pediram desculpas, perguntaram à pessoa se estava bem ou se a tinham magoado e continuaram a vossa vida, certo?!


Guardem este pensamento, por um instante.


Hoje vamos partilhar convosco algo que nos surgiu, em conversa, durante uma sessão de treino. A cliente desabafava que uma vez se chateou com a sua cadela e que, depois, ficou com remorsos e triste consigo mesma. Confessou que esse sentimento durou por algum tempo.


Retomemos à ideia de há pouco, onde pisamos alguém sem querer.

Agora pensemos quando pisamos a pata ou a cauda do nosso patudo. Qual a nossa reação?

Vocês poderão dizer que não são assim (e acreditamos), mas a maior parte das pessoas (com base no que vemos e ouvimos) agarra-se ao cão ou ao gato, pede desculpas, faz festinhas, dá beijinhos, volta a pedir desculpas, pergunta se ele está bem, fica com remorsos e dez minutos depois ainda está de volta do patudo com mimos e desculpas.

Certo?


Então vamos lá!


# Os animais são seres maravilhosos que vivem no momento presente, no aqui e no agora. Salvo se for um caso de um maltrato grande ou de um susto significativo, o que aconteceu já passou e não é motivo para ficar a remoer Ok, pisaram a pata dele ou a cauda, aconteceu,. Eles não ficam "agarrados" à ideia de que vocês são maus para eles, que não gostam deles ou que fizeram de propósito. Passou, está passado.


# Já pensaram que a nossa ansiedade em estar de volta deles lhes poderá causar algum tipo de ansiedade e piorar a situação? Passamos a ser aqueles seres estranhos que durante minutos infinfáveis não os largam, que têm comportamentos estranhos e, acima de tudo, muitos desses comportamentos não são agradáveis para eles.


# Poderemos estar a humanizar os animais, esquecendo de que eles são animais (nós também, é certo!) e correndo o risco de acarretar riscos com a Humanização que fazemos.



A sugestão que vos damos é terem cuidado para que essas situações não voltem a acontecer e, se acontecerem, na próxima vez pecam desculpa normalmente e sigam a vossa vida, permitindo que eles sigam a vidinha deles também. Basicamente, façam como fazem com uma pessoa!








Fluffy Pet - treino canino, reiki em animais e pet sitting ao domicílio

960 160 170

www.fluffypet.pt

fluffypet.geral@gmail.com

Facebook | Instagram | Youtube

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo