Buscar
  • fluffypetgeral

Prioridades no Reiki Animal

Para quem ainda não leu, recomendamos a leitura destes dois artigos anteriores (leitura não obrigatória, mas que poderá trazer mais informação e bases para este artigo):


https://www.fluffypet.pt/post/reiki-em-animais-o-que-%C3%A9-isso


https://www.fluffypet.pt/post/desvendando-o-reiki



Hoje vamos explicar um pouco melhor três dos principais cuidados a ter perante uma sessão de Reiki em animais [também lhe poderiamos chamar, três regras, mas "regras" acarreta uma conotação mais negativa e, quando falamos em Reiki e em Animais, tudo deve fluir de forma fácil e empática].



  • SEGURANÇA

Sempre que falamos em sessões de Reiki em animais uma das principais preocupações e cuidados deve ser a segurança - quer do animal, quer do terapeuta.


Poderá haver situações em que temos de realizar Reiki em animais selvagens, em animais agressivos ou medrosos e, por isso, a segurança do terapeuta é importante e fundamental. Ter um mínimo de conhecimento da linguagem corporal e da forma como o animal que se encontra à nossa frente, é fundamental para podermos compreender o que ele nos transmite.


Do mesmo modo, devemos garantir que o animal não se magoa. Se a sessão for realizada no exterior, garantir que ele está de preso, fechado numa área segura ou até mesmo uma box. Se a sessão for no interior, garantir a mesma segurança, fechando portas de acesso ao exterior e janelas por onde possa sair.


Nenhum destes cuidados tira a liberdade ao animal - numa sessão de Reiki em animais, é sempre o animal que decide se se aproxima de nós ou se se afasta.




  • CONSENTIMENTO

A prática de Reiki não deve ser invasiva para ninguém, quer se trate de humano ou não humano. No caso dos animais, o consentimento é ainda mais importante. Devemos sempre ter cuidado com a distância que mantemos, ter atenção ao toque no animal e respeitar se este mostrar que se quer afastar e/ou que não quer ser tocado.


O Reiki pode ser enviado à distância e não precisamos, obrigatoriamente, e imposição das mãos.


Além disso, antes de uma sessão de Reiki (quer seja a humanos ou a não humanos) deveríamos, sempre, pedir permissão ao mesmo.






  • OBSERVAÇÃO

O terapeuta deve estar sempre atento à linguagem corporal do animal para que possa compreender como este se sente e orientar a sessão da melhor forma. Ter o mínimo de conhecimento sobre a espécie que temos à nossa frente (e como ela se comunica, se expressa) é de extrema importância por questões de segurança, mas também para podermos respeitar o animal ao máximo.





Fluffy Pet - treino canino, reiki em animais e pet sitting ao domicílio

www.fluffypet.pt

960 160 170

fluffypet.geral@gmail.com

facebook | instagram | youtube





Fotos: autoria Fluffy Pet, de patudos nas suas sessões de Reiki

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo