Buscar
  • fluffypetgeral

Seremos maus tutores?

Para toda a regra há uma excepção, e este artigo começa pela excepção... sim, claro que há pessoas que todos consideram ser indignas de terem animais pela falta de cuidado e maldade proporcionada. Infelizmente, esas pessoas existem e esses animais são de louvar, por tudo o que passam!


Mas, vamo-nos focar em todos os outros tutores.

Aqueles tutores que dão o que podem ao seu patudo.


Ao longo destes anos de trabalho com estes Seres maravilhosos que são os animais, somos tocados pelas suas famílias. Quantas e quantas vezes ouvimos coisas como "eu sei que não lhe devia de dar isto, mas..." ou "eu sei que não é a melhor ração, mas é o que consigo!".


Será que essas pessoas, que dão o que podem, que oferecem aquele miminho "escondido" poderão ser considerados maus tutores?


Para nós, nunca!

Nem todos podem dar passeios de luxo aos seus animais, nem todos podem dar uma ração premium ao seu cão ou ao seu gato, nem todas as famílias têm carteira para dar alimentação BARF, para fazerem todas as vacinas ou levar o pet ao groomer todos os meses.


Mas, se lhes dão amor e carinho, se lhes oferecem aquele bocadinho de carne, de pão ou de maçã no fim da refeição com um sorriso nos olhos, se se esforçam por sair com eles mesmo com chuva ou frio, se se esforçam para lhes dar a melhor qualidade de vida que podem, quem somos nós para julgar?


Derrete-me o coração ver histórias lindas, contadas num segundo... aquele segundo em que me cruzo com uma pessoa idosa a passaear com o seu cão, também ele, idoso. Quantas dores já passaram juntos? Quantas história, viveram em conjunto? Quanto auxílio prestaram um ao outro, mesmo que, muitas vezes sem saberem?


No outro dia, enquanto conduzia para um pet sitting, parei num sinal vermelho e, ao meu lado, num jardim, estava um grupo de pessoas com os seus cães, à espera para a vacina da raiva.

Sim, havia cães com estranguladoras (e todos sabem que não gostamos desses equipamentos), havia cães com um trela mega reduzida, mas também havia uma atmosfera de orgulho nas pessoas. Todas elas queriam contar feitos e partilhavam histórias dos seus patudos.


Naquele local, naquele momento, haviam caudas a abanar de felicidade. Havia amor entre humanos e cães.


Dei por mim a pensar.... Será que podemos chamar maus tutores àqueles que ali estavam? E todos os outros clientes que me questionam "será que este comportamento é por minha causa?", "será que ele sente que não tenho tempo para ele?", "acha que a culpa é minha?".


Se olharmos por um lado mais "científico" talvez hajam coisas que podemos sempre mudar: um peitoral melhor, uma trela maior, uma cama mais adequada, uma alimentação XPTO... mas, cada vez mais acredito que, se olharmos pelos olhos dos animais (com coração puro) e se tivermos consciência de que fazemos o nosso melhor... está tudo bem.


E os nossos animais sabem disso!

Eles vibram numa energia de amor.

Aprendamos com eles!





Fluffy Pet - serviço de treino canino, reiki em animais e pet sitting ao domicílio960 160 170

www.fluffypet.pt

fluffypet.geral@gmail.com

Facebook | Instagram | Youtube



Imagnes: autoria da Fluffy Pet, retiradas de pet sittings

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rotinas