Buscar
  • fluffypetgeral

Trelas e mais trelas...

Verão é sinónimo de passeios e passeios deveriam ser sinal de trela - por responsabilidade e cuidado para com os demais - e de liberdade para o cão.

Mas, afinal, como são, estas duas coisas, compatíveis?


A resposta é simples!

Trela longa!


As trelas compridas têm a grande vantagem de podermos dar ao cão a liberdade que ele precisa/ procura, ao mesmo tempo que asseguram a sua segurança e da dos demais.



Ao contrário de uma trela curta (aquelas em que o cão vai praticamente ao nosso lado) ou de uma trela normal/ standard (aquela que vemos mais comummente na rua), uma trela longa permite ao cão ter a liberdade que ele tanto deseja e necessita nos passeios, permitindo que ele corra, ande mais afastado e ao ritmo dele, sem termos receio de que não responda à chamada ou fuja.

Por falar em fuga, este tipo de trelas é ideal para treinar alguns comportamentos como a resposta à chamada e o fica com distância.


Pelo lado menos positivo (tal como em tudo na vida, há sempre um "senão"), este tipo de trela requer mais habilidade de nossa parte para recolher e largar a trela consoante o ritmo de andamento do cão (e se pensarmos em dias de chuva, ou idas à agua e depois na terra, vamos suhar mais as mãos), requer maior cuidado no que toca a "desenrodilhar" das patas do cão (alguns aprender a tirar a trela do meio das patas com o tempo) e a desprender de objetos como pedras, tufos maiores de ervas ou até mesmo árvores e pessoas.



Outro aspeto a ter em consideração é o nosso tempo de resposta ao encurtar a trela quando aparece algum estímulo, incluindo pessoas - por serem longas, facilmente poderemos "enrolar" uma pessoa na trela e, por isso mesmo, a nossa habilidade de manuseamento deve ser rápidas (ou usar a trela mais enrolada na mão em locais com mais pessoas). E, sob este aspeto, importante, também, é lembrar que existem trelas compridas com argolas ou pegas ao longo da mesma - o que nos permite ter maior controlo sobre a extensão da trela e ajustar consoante a necessidade do momento.




E agora, a pergunta que tanto nos fazem.... "e não é igual/ prefeível usar uma trela extensível?"

Não, não é igual nem preferível (a nosso ver) usar uma trela extensível.


E passamos a explicar alguns motivos pelos quais desaconselhados as trelas extensíveis:

- mitas vezes a corda da trela é fina e pode, se se enrolar nas patas do cão, nas nossas pernas ou braços, fazer sérios estragos;

- nem sempre os botões de bloqueis e desloboqueio funcionam corretamente;

- o barulho do bloqueio/ desbloqueio da trela, para cães amis assustados, pode ser muito stressante;

- não gostamos da forma como se segura a trela (a nosso ver não é suficientemente segura) caso o cão dê um puxão;

- caso o cão dê um puxão e a trela caia, o bater da "caixa" da trela do nhão vai assustar ainda mais o cão (o que se torna ainda mais grave se for um cão medroso e/ou assustado);

- para cães de porte grande e/ou que puxem muito na trela, a grossura da trela poderá não ser boa e partir.



E vocês, que tipo de trela usam com os vossos patudos e porquê?



Fluffy Pet - treino canino, reiki em animais e pet sitting ao domicílio

960 160 170

www.fluffypet.geral@gmail.com

fluffypet.geral@gmail.com

Facebook | Instagram | YouTube




Fontes:

https://news.orvis.com/dogs/long-vs-short-dog-leashes-choose

https://www.dogtrainingnation.com/equipment/how-and-when-to-use-a-long-dog-leash/

https://www.e-konomista.pt/trela-extensivel-vantagens/



Imagens: Autoria Fluffy Pet: trela cor de rosa = trela de 5 metros com pega

trela preta = trela de 5 metros

trela castanha = trela de 3 metros





7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rotinas